Canoas/São Leopoldo – Na noite de ontem, por volta das 23 horas, Sírio Fogaça de Souza, que neste domingo completa 53 anos, foi preso após ter matado a mulher e colocado fogo na casa onde moravam, em Canoas.

A prisão do criminoso aconteceu em São Leopoldo, na rua Augusta Rosalina Chaves, no bairro Santa Teresa. Ele estava na casa de familiares, onde se escondeu logo após o crime.

A captura de Souza foi realizada por policiais militares do 25º BPM e por um policial civil de folga. Eles receberam informações sobre o paradeiro do criminosos e deslocaram até o endereço.

Camisa usada pelo acusado tinha marcas de sangue (Foto: Franceli Stefani)

Quando chegaram no local, os policiais localizaram o homem sentado ao pé de uma árvores. Ele não ofereceu resistência e relatou que estava com os pés queimados por conta do incêndio que ele mesmo provocou na residência.

No local, os policiais ainda encontraram a camisa que ele usava no momento do crime, com marcas de sangue.

CRIME

O crime aconteceu por volta do meio-dia deste sábado. O acusado matou a esposa, Vera Lúcia Luciano, com golpes de faca e após ateou fogo na casa onde moravam, Quadra K, setor 5, também conhecida como rua Dos Eucaliptos, no bairro Guajuviras.

Em seguida, fugiu do local a pé, com destino a São Leopoldo.

Conforme a polícia, Sírio Fogaça de Souza havia deixado a cadeia um dia antes de cometer o crime. Ele estava preso desde novembro do ano passado. A polícia não informou por qual motivo o criminoso foi preso, contudo confirmou que o mesmo foi solto por uma decisão da Vara de Execuções Criminais do município.