Fato aconteceu na manhã de domingo, dia 20 (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Bento Gonçalves – A Gocil, empresa que presta serviço de segurança patrimonial à Universidade de Caxias do Sul, decidiu afastar o vigilante que deu um tiro com um revólver calibre 38 em um cachorro da raça Labrador na manhã de ontem. A informação foi confirmada pela assessoria da Gocil nesta manhã.

O cão brincava em um lago dentro do campus da UCS em Bento Gonçalves, quando foi baleado na pata esquerda dianteira. Os tutores estavam próximos do animal.

Conforme o publicitário Ricardo Aronso, tutor da cadela, “Vick” nadava no lago quando o vigilante se aproximou com “atitude totalmente agressiva”. Ao sair do lago, a cadela se aproximou do vigilante que, em tese, se assustou.

Com a aproximação de Vick, o vigilante reagiu: sacou o revólver calibre 38 que portava e efetuou um disparo.

A Brigada Militar foi acionada e o caso foi registrado na Polícia Civil. A arma do vigilante foi apreendida com cinco munições intactas e uma deflagrada.

Terceirizada irá custear tratamento

A assessoria da Gocil informou que irá custear todo o tratamento da cadela. Vick está internada, desde a manhã deste domingo, em um hospital veterinário.

Hoje, ela deve ser submetida a exames de raio-x para que o veterinário decida se Vick terá que passar por cirurgia.