Lotérica aguarda o vencedor (Créd.: Dário Gonçalves)

Nova Petrópolis – Que uma aposta feita no Município levou o prêmio milionário de R$ 7,2 milhões em sorteio da Quina no último sábado, 30, todo mundo já sabe. Mas você sabe o que poderia ser feito com todo esse dinheiro?

De cordo com o dono da lotérica Girassorte Loterias, administrador e ex-gerente da Caixa Econômica Federal, Marcos Alexandre Streck, esse foi o maior prêmio já pago pela lotérica. Em 2017, a lotérica pagou o prêmio principal da Lotofácil, mas como outros 12 apostadores do Brasil também acertaram os números, o valor para o morador de Nova Petrópolis ficou em cerca de R$ 55 mil.

Streck explica que se o valor de R$ 7,2 milhões for aplicado em poupança, o valor renderia 3,5% ao ano, somando mais de 250 mil reais anuais. “É muito importante que o vencedor mantenha a tranquilidade e se aconselhe com profissionais da área. Esse valor muda a vida de qualquer pessoa, mas é preciso cuidado”, aconselha.

Considerando que o sortudo ou a sortuda queira experimentar todo o poder de compra que seu prêmio é capaz de alcançar, o(a) novo(a) milionário(a) poderá comprar 215 carros populares. Ou então adquirir 73 casas populares e passar cinco dias em cada uma sem repetir por um ano inteiro. Mas caso queira passar mais tempo em cada endereço, 25 apartamentos de nível intermediário podem ser comprados com o valor. Há também a possibilidade de comprar 1500 smartphones de última geração, sem se preocupar com preços de Black Friday.

Para amanhã, Marcos Streck diz que será colocada uma faixa em frente à lotérica, comemorando a aposta vencedora feita no local.