Conecte-se conosco

Polícia

Rapaz morto hoje é filho de hamburguense fuzilado na véspera do Natal em Campo Bom

09/02/2020 - 23h07min

Atualizada em 10/02/2020 - 09h06min

Novo Hamburgo – O presidiário Marlon Vinicius do Nascimento, 22 anos, morto no começo da noite deste domingo, quando saia de casa, é filho de outro criminoso, este executado na véspera de Natal do ano passado, na Estrada Campo Bom, que liga Campo Bom a Dois Irmãos.

O pai de Marlon, Marcos Marcelo do Nascimento, 40 anos, foi fuzilado na tarde do dia 24 de dezembro do ano passado. Ele foi morto com, pelo menos, 40 tiros de fuzil. Seu rosto ficou desfigurado, devido aos inúmeros disparos, e só foi identificado através das impressões digitais.

Marcelinho havia conquistado o direito de cumprir prisão domiciliar no dia 20 de dezembro. Logo após sair da cadeia, ele matou três homens: Raulino Santos da Silva, 63 anos, o filho Marcelo Haag da Silva, 40 anos, e Jeremias Tavares, 52 anos. Os três teriam delatado o filho de Marcelinho, este que hoje foi morto, à polícia. Marlon (filho de Marcelinho) foi preso em novembro do ano passado por tráfico de drogas dentro de casa, na rua Potiguara, no bairro Canudos.

Marcelinho era antigo comparsa do traficante Márcio Duarte da Silva, o Maradona, fundador da facção Os Manos.


Os três homens mortos pelo pai do rapaz morto hoje

Marlon do Nascimento foi morto no começo da noite deste domingo, no bairro Canudos, com disparos de arma de fogo.

O crime aconteceu por volta das 17 horas, na esquina das ruas Potiguara e Cidreira. Segundo testemunhas, dois elementos em uma moto se aproximaram de Marlon e realizaram diversos disparos. O rapaz estava dirigindo um veículo quando foi atingido pelos pistoleiros.

Ele conseguiu dirigir até uma rua próximo, a Alvorada, quando colidiu seu veículo Pálio em um poste. A vítima chegou a ser socorrida pelo SAMU, mas morreu ao dar entrada no Hospital Municipal de Novo Hamburgo.

Familiares que chegaram no local do crime informaram que o rapaz havia saído da cadeia há duas semanas.