Conecte-se conosco

Estado

Segurança, turistas e cambismo marcam 1º jogo da Copa América na Capital

17/06/2019 - 22h22min

Atualizada em 17/06/2019 - 22h28min


Porto Alegre
– Foi um misto de festa com trabalho duro antes da estreia de Venezuela e Peru pela Copa América, sábado, 15. Dentro de campo, 0 a 0, porém do lado de fora da Arena do Grêmio, os órgãos da Segurança Pública garantiram o espetáculo.

Um trabalho de orientação com pontos de atendimento da Polícia Civil e da Brigada Militar marcaram o primeiro jogo da Copa América em Porto Alegre. Essas medidas fazem parte de uma ação que visa orientação ao turista e repreensão ao cambismo, além é claro de toda a segurança em torno da realização do evento.

Para o público, a Secretaria de Esportes do Estado sorteou ingressos para crianças carentes e imigrantes venezuelanos. Foram quase 2 mil entradas distribuídas.

Imigrantes venezuelanos participaram de sorteio de ingressos. (Foto: SEDETUR)

Para garantir o funcionamento e segurança do jogo, dezenas de agentes de segurança e saúde estavam a postos. Corpo de Bombeiros, viaturas e agentes equipados. No posto policial da 4ª Delegacia de Polícia, já dentro da Arena, três peruanos e dois brasileiros, foram interrogados por estarem vendendo ingressos, praticando cambismo. Inclusive alguns ingressos foram periciados para comprovar autenticidade.

Além da estrutura policial e de saúde, o Juizado do Torcedor também participou da operação para garantir assistência jurídica a qualquer incidente que houvesse no jogo. A grande novidade foi a tecnologia de reconhecimento facial, usada na Plataforma de Observação Elevada, instalada no entorno do estádio. Com ela é possível identificar frequentadores com precisão, em caso de violência.

A próxima partida em Porto Alegre será entre Uruguai e Japão na quinta-feira, 20, às 20h.

Créditos: SSP-RS