Conecte-se conosco

Aniversários

São José do Hortêncio: em 1826 chegavam os primeiros moradores

20/12/2019 - 14h23min

O nome de São José do Hortêncio é proveniente do nome São José, numa homenagem ao Santo Padroeiro da Paróquia e Hortêncio, em homenagem ao Sr. Hortêncio, que tinha suas terras localizadas na via de acesso a localidade. Então, tornou-se popular dizer que ia-se para São José e que se passava pelas terras do Hortêncio. Assim, a denominação ficou estabelecida como São José do Hortêncio.

Em 1826, com a vinda das primeiras levas de imigrantes alemães, foi formado o primeiro núcleo de moradores. Esses imigrantes se estabeleceram e começaram a trabalhar a terra, cultivando-a e extraindo dela sua subsistência, o que fez a localidade se desenvolver com o passar dos anos. Sua constituição étnica compreende 99% da população de imigrantes alemães e 1% de imigrantes poloneses.

Até 1988, o município fazia parte de São Sebastião do Caí. Está localizado na microrregião de Montenegro, no estado do Rio Grande do Sul. Sua Localização privilegiada se deve ao fato do município estar localizado no Vale do Caí, entre a Região Metropolitana de Porto Alegre e a Serra Gaúcha, que juntas formam o polo econômico do estado. Faz parte do Conselho Regional de Desenvolvimento Vale do Caí (Corede Vale do Caí).

Emancipação

São José do Hortêncio iniciou seu trabalho de emancipação em 1986. O Distrito tinha plebiscito marcado para o dia 20 de setembro, mas a Prefeitura de Ivoti, que perderia parte de sua área, entrou com uma representação obtendo a suspensão do mesmo. Posteriormente, foi refeito o projeto da área emancipada, excluindo a área de Ivoti, o que provocou o arquivamento do Processo na Justiça. O plebiscito realizou-se dia 20 de dezembro de 1987, com a maioria dos votos favoráveis à emancipação. O Município de São José do Hortêncio foi criado pela Lei n. 8576 de 29 de abril de 1988. * Fonte: https://www.turismo.rs.gov.br

Picada dos Portugueses

Após a Revolução Farroupilha, o governo continuou a incentivar a vinda de imigrantes e criou novas localidades para abrigar não somente os recém-chegados, também aqueles que buscavam na migração interna a sobrevivência e melhores condições para sua descendência. De início, o Império abriu picadas, linhas travessões, criando novas colônias particulares. Os novos imigrantes e até mesmo os descendentes daqueles pioneiros, tiveram que subir a serra para as novas colônias que eram formadas, tais como Picada Café e Nova Petrópolis.

A partir de São Leopoldo, foram ocupadas por empreendimentos particulares às margens do Rio do Sinos, com colônias como Mundo Novo (Taquara), de 1847; Padre Eterno, Sapiranga e Picada Verão (1850). Partes do Vale do Caí já haviam sido ocupadas nos primeiros anos de colonização alemã, através da Picada dos Portugueses (hoje São José do Hortêncio) e arredores. Mas foi só depois do período da Revolução Farroupilha que outras colônias foram fundadas: Linha Nova, em 1847; a Picada dos Winter (Bom Princípio), em 1848; e Feliz, em 1851 e Brochier (a partir de 1843). A proximidade dessas localidades com o rio Caí e a fertilidade das terras do entorno fizeram com que essas regiões logo prosperassem na agricultura, no comércio e na indústria. (Fonte: Felipe Kuhn Braun)

Um município do Vale do Caí

São José do Hortêncio é um município pertencente a região do Vale do Rio Caí, distante 70
Km de Porto Alegre, capital do Estado. Faz divisa com Linha Nova, Portão, Feliz, São Sebastião do Caí, Presidente Lucena e Lindolfo Collor. O município valoriza os costumes e as tradições dos antepassados. As tradicionais festas de Kerb, bailes, grupos de Danças, Corais e Orquestra são algumas das formas de demonstração desses costumes e tradições. A Festa Municipal do Aipim, que acontece a cada dois anos, é a festa tradicional do município. Está 10 quilômetros distante de Feliz; 18 de Ivoti; e sete de Presidente Lucena.

Conteúdo EXCLUSIVO para assinantes

Faça sua assinatura digital e tenha acesso ilimitado ao site.