Conecte-se conosco

Destaques

Vítima fatal do Covid-19 em NH não saía de casa

30/03/2020 - 18h59min

Atualizada em 30/03/2020 - 19h05min

Imagem padrão O Diário

Novo Hamburgo – A Prefeitura recebeu no final da tarde desta segunda-feira, 30, a confirmação por parte do Lacen da primeira morte por coronavírus na cidade. Trata-se de uma idosa de 84 anos que estava internada no Hospital Regina, desde o dia 24 de março, e que veio a falecer no sábado, 28.

De acordo com nota da Prefeitura, a idosa “apresentava febre, tosse, dificuldade respiratória, fraqueza, dificuldade para deglutir, além de sinais de cianose”. Em seu quadro regular de saúde, a senhora era diabética e apresentava enfermidades cardiovascular, neurológica crônica/neuromuscular, renal e pulmonar crônica.

A idosa não saía de casa e só tinha contato com familiares (sobrinhas e netas), que a visitavam com frequência. “O caso desta idosa também confirma o que a Prefeitura já vem alertando há vários dias: de que o vírus está presente na cidade e que o melhor neste momento é o isolamento domiciliar e a atenção por parte de familiares para o público de risco”, aponta nota do Executivo.

A Vigilância em Saúde do município irá fazer um mapeamento da doença junto a familiares da senhora, em busca de histórico e possíveis possibilidades de contágio. No domingo, a cidade também registrou seu primeiro caso confirmado de coronavírus. Foi de uma técnica em enfermagem, que trabalha na UPA Centro e que se recupera em isolamento domiciliar.

Novo Hamburgo conta com um Centro de Referência ao Coronavírus, que funciona junto ao Hospital Municipal, em área completamente isolada. Desde o dia 20, quando entrou em operação, já foram atendidas 175 pessoas, sendo que seis foram encaminhadas para isolamento domiciliar e nove foram internadas. Outras 160 foram liberadas. Atualmente, há seis pacientes internados, sendo quatro na UTI. A prefeita de Novo Hamburgo, Fátima Daudt, fará uma transmissão ao vivo às 20 horas em suas redes sociais para tratar do Coronavírus na cidade.