Prefeito sai em licença saúde e Charles assume por 14 dias

O vice-prefeito Charles Paetzinger assumiu a Prefeitura no sábado, dia 19. No período de 14 dias, o prefeito Regis Hahn estará em licença saúde. O prefeito em exercício anunciou que atenderá a comunidade nas terças e quartas-feiras, à tarde, mediante agendamento pelo telefone 3281-8413.

PEPINO

Em seus 14 dias de governo Charles certamente terá que ligar com a insatisfação da comunidade perante a decisão de liberar o pátio nos fundos da Prefeitura apenas para estacionamento do funcionalismo municipal. Talvez nem ele mesmo esteja de acordo com esse absurdo. Mas é a decisão vigente, inclusive agora oficialmente. Na sexta-feira, 18, pouco antes de transferir o cargo temporariamente, o prefeito assinou um decreto regulamentando a utilização daquela espaço. É muito interessante notar que aquele terreno sempre esteve liberado para quem quisesse estacionar e nunca ninguém da Prefeitura se importou um definir uma política de uso. Agora que as ruas em volta da Prefeitura têm estacionamento tarifado chegou-se à conclusão que o direito de estacionar no terreno é exclusivo? E a tão falada – inclusive festejada – mudança de hábitos de quem trabalha no centro? Não se aplicará aos palacianos? O bom é que o assunto já teve repercussão na Câmara, onde pelo menos cinco vereadores estão insatisfeitos.

AO ACASO

Quinta-feira de noite e sexta-feira, por volta do meio-dia, houve quedas de pedras na BR-116, no trecho entre Nova Petrópolis e Picada Café. Trânsito fechado por alguns instantes e pronta ação do Corpo de Bombeiros Voluntários, Secretaria de Obras e Polícia Rodoviária Federal para que tudo voltasse ao normal. O destaque não está exatamente no fato de terem caído pedras, pois isso acontece bastante naquele trecho, mas sim no tamanho delas. Especialmente na sexta-feira, quando a queda aconteceu à luz do dia e as fotos deram uma noção clara da tragédia que aconteceria se um automóvel estivesse passado naquele lugar. Imaginar isso é bastante perturbador! Umas pedras como aquelas caem em uma via pública tão importante e movimentada como é a nossa BR e esse risco parece que é considerado normal. Se alguém estiver passando na hora da queda provavelmente morre. Azar…

DINHEIRO AO HNP

A Prefeitura enviou um projeto de lei à Câmara de Vereadores para abrir um crédito especial de R$ 89.870,93 no Orçamento Municipal. Se o projeto for aprovado, o valor será repassado ao Hospital Nova Petrópolis como forma de pagar o excedente de atendimentos prestados pela unidade de saúde (casos de emergência e média complexidade). De acordo com a Secretaria da Saúde, entre junho e novembro de 2018 foram 81 internações hospitalares além do número pactuado entre o município e o hospital. Os custos totalizaram R$ 47.293,03. Outro período que será pago é o de agosto a outubro de 2016, quando houve 82 internações excedentes, ao custo de R$ 42.577,90. Os vereadores começam a discutir o projeto de lei na sessão de hoje.