Conecte-se conosco

Coluna Lindolfo

Um ano marcado pelas mudanças no município

27/12/2019 - 10h34min

Primeiramente, um feliz e abençoado 2020! O ano de 2019 teve o impeachment de um prefeito e a posse de outro em Lindolfo Collor. A partir deste fato, o que esperar para o próximo ano? No campo político, a meu ver, por um longo período, o município ficou dividido entre os que queriam a continuidade do mandato de Wiliam Winck e outros que desejavam a posse de Gordinho, o que de fato aconteceu. Nas semanas seguintes ao impeachment, até houve quem tenha ficado “órfão” do ex-prefeito, mas, por ora, é página virada e Gordinho, já habituado ao gabinete, vem mostrando trabalho.

DESEJOS PARA 2020

Recordando que o ano que se inicia é de eleições municipais, e caso não haja nenhuma novidade neste período, o prefeito cassado pode voltar a concorrer. Portanto, a sorte está lançada. Mas vamos aos desejos para o ano novo: o principal é que as contas do município estejam finalmente em ordem. Bem ou mal, as dívidas da gestão anterior começaram a aparecer após pouco tempo, e uma vez pagas, o município pode ter mais dinheiro para investir em outras áreas relevantes, como Educação, Saúde e Obras.

REALIZAÇÕES DE 2019

Conversei com Gordinho sobre as principais realizações do (curto) mandato dele, de 60 dias, até o momento. E também sobre algumas novidades previstas para 2020. A principal delas, e que promete ser um alento para muitos pacientes que necessitam do serviço, é o transporte diário de Lindolfo para Porto Alegre, que aumenta de uma para duas viagens diárias. O transporte sai do município de manhã cedo, levando quem deve consultar de manhã, volta ao meio-dia, retorna à capital com os pacientes da tarde e volta no final do dia.

DEMANDAS EM DESTAQUE

Entre outras demandas destacadas por ele, estão uma emenda de R$ 250 mil, vinda do deputado Bohn Gass, para pavimentação de duas ruas, e o término do pavimento da Rua Reinaldo Petry, prevista para janeiro e cuja situação já foi relatada no Diário. No Esporte, o comentário do prefeito é que o secretário Tiago Dhein está com ideias de retomar alguns campeonatos, como o de futebol sete, que outrora foi forte em Lindolfo Collor.

NOVIDADE NO CASO MARCELO

Tem novidade no caso Marcelo Matte, cuja execução em 2015 chocou a comunidade collorense. O julgamento dos réus da morte do gerente industrial, morador do bairro Boa Vista, ocorre no dia 30 de janeiro de 2020. Vão a júri a então esposa de Marcelo, Liete Matte, e o irmão dela, Laércio, acusados de serem mandantes do crime. Marcelo foi sequestrado em seu veículo e levado até o município de Novo Hamburgo, onde acabou executado e teve seu veículo incendiado. Por estas características, os mandantes do assassinato teriam feito o mesmo parecer um latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte. Desde 2016, Liete e Laércio respondem pelas acusações em liberdade, após a Justiça negar a prisão preventiva de ambos.

Conteúdo EXCLUSIVO para assinantes

Faça sua assinatura digital e tenha acesso ilimitado ao site.