Jogador está muito valorizado no clube (Créd. Grêmio.Net)

O Grêmio deverá passar sufoco se quiser manter no elenco uma de suas principais estrelas. Extremamente valorizado após a conquista da Copa América e as excelentes atuações pelo clube gaúcho, Everton vem sofrendo assédio de clubes europeus e já há especulação sobre interesse de clubes da Inglaterra, Alemanha e Itália.

Segundo o portal Globoesporte.com, Atlético de Madrid e Napoli são alguns dos interessados no Cebolinha. Já haviam outras especulações envolvendo o atacante, que estaria na mira também dos ingleses Manchester City e Manchester United, além do campeão alemão, Bayern de Munique.

Até o momento, o Grêmio não recebeu proposta oficial pelo atleta, porém o estafe do jogador já revelou que houve consultas sobre sua situação no Tricolor. Dirigentes do Atlético de Madrid fizeram contato e sinalizaram estar dispostos a oferecer 35 milhões de euros (R$ 148,05 milhões) pelo passe do jogador. Também acenam com dispositivos e variáveis que podem fazer o negócio aumentar em cerca de 10 milhões de euros (R$ 42,3 milhões).

O valor, no entanto, nem deve ser colocado à mesa do presidente Romildo Bolzan, que já decretou que não ouvirá propostas pelo Cebolinha inferiores a 40 milhões de euros (R$ 169,2 milhões). No discurso do presidente, Everton deverá ser o “maior negócio de todos os tempos” para o clube.

Outros dois fatores dificultam (ainda mais) a liberação. A começar pela divisão de percentuais. O Grêmio tem direito a 50% dos direitos do Cebolinha. Os outros 50% estão repartidos da seguinte forma: 30% ao empresário Gilmar Veloz, 10% ao Fortaleza e 10% ao investidor Celso Rigo.