Caxias do Sul – O pesadelo das ações do crime organizado pode estar voltando a aterrorizar Caxias do Sul. Assim como em 2016, os criminosos utilizam a internet para fazer uma demonstração de força e intimidar os desafetos, até mesmo a polícia em vídeos publicados e espalhados em redes sociais.

Filho mata pai com facada após discussão

Nas imagens divulgadas, aparecem indivíduos que seriam da facção criminosa “Bala na Cara”, ostentando armas de grosso calibre e fazendo ameaças a quem ousar confrontá-los na região Norte da cidade.

Em um dos vídeos, os criminosos também exibem um arsenal com revólveres, espingardas calibre .12, pistolas 9mm com prolongador, Kit Roni, Glocks e fuzil-556. Eles ainda ousam marcar a data da filmagem, segunda-feira (16), utilizando munições para demonstrar que as imagens são recentes.

Polícia investiga caso de criança que foi deixada sozinha dentro de carro

Com armas nas mãos, dois indivíduos mandam recados para a facção rival não se “atravessar” nos negócios do “bonde” na Zona Norte. “Não tem jogo de bicho. Acabou esse negócio de maquininha (máquinas caça-níqueis), é tudo nosso e tá no chão. Não queremos bicho, não queremos boca, não queremos nada aí na Zona Norte. Se achar que pá (sic), e aguentar o trem nós vamos partir pra cima. Vamos rachar a cabeça de vocês”, ameaçam.

Como parte da intimidação, os bandidos filmaram e divulgaram as ações de tentativa de homicídio, realizadas no último dia 8 de setembro, em que um homem de 30 anos foi atacado, na Rua dos Chapeleiros, no bairro Belo Horizonte.

No vídeo que não será divulgado por conter imagens fortes, três indivíduos encapuzados chegam no local armados com espingarda, revólver e pistola. A vítima vai até a calçada, tenta fugir e é cercada pelo trio que dispara, pelo menos, oito tiros. A vítima é atingido por tiros nas pernas e socorrida.

MP pede explicações sobre prováveis agrotóxicos na água de Ivoti e Nova Petrópolis

Como parte da ofensiva da Brigada Militar para combater a atividade das facções, uma operação policial conjunta desmontou uma casa que teria sido construída e equipada para ser ponto de tráfico de criminosos na Zona Norte de Caxias. Porém, não há a confirmação que este ponto seria da facção que faz as ameaças.

A suposta fortaleza fica em um barranco na Rua dos Funileiros, no bairro Belo Horizonte, e só pode ser acessada por uma escadaria que leva até uma porta de ferro. O muro é coberto por cerca serpentina. Um sistema de câmeras monitorava o movimento da rua, o portão e os fundos da moradia.

A residência estava sendo monitorada pela Polícia Civil há um mês, com colaboração do setor de inteligência do 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM).

Fonte: Leouve