(Créditos: Divulgação/Polícia Civil)

Região – A Polícia Civil desencadeou a Operação Astúcia contra lavagem de dinheiro de facção criminosa na manhã desta terça-feira, 14. Ao todo, oito municípios gaúchos, entre eles Novo Hamburgo e Campo Bom, estão sendo compridos 23 mandados de busca e apreensão.

No Vale do Sinos, a operação combate um dos líderes da facção criminosa, que estaria lavando dinheiro. Em Campo Bom, um estabelecimento comercial na Avenida Brasil foi alvo da operação.

O delegado Filipe Bringhenti, titular da Delegacia de Repressão ao Crime de Lavagem de Dinheiro do Gabinete de Inteligência da Polícia Civil, destacou que a ofensiva busca provas para congelar cerca de 8,8 milhões de bens imóveis e veículos da facção. “Nosso objetivo é um ataque ao patrimônio desta facção”, comentou o delegado à Rádio Gaúcha.

De acordo com a investigação, a facção tem parcerias em estabelecimentos de jogos de azar e do bicho, além de fornecer dinheiro para compra de armas. A facção atua nos vales do Taquari e do Rio Pardo. A Polícia Civil investiga o caso há mais de um ano, e cerca de 120 pessoas entre físicas e jurídicas estariam participando do esquema da facção criminosa.