Eduardo nasceu em Estância Velha

Estância Velha – O caso de racismo envolvendo o jogador estanciense Eduardo Bauermann, continua repercutindo no meio do futebol. O Atlético Clube Goianiense, time do torcedor que proferiu as ofensas racistas, ao jogador do Paraná Clune, na sexta-feira, 15, durante uma partida entre as duas equipes, válido pela Série B, do Brasileirão, se manifestou no seu site, através de uma nota de repúdio.

“Nota Oficial – Diga não ao racismo!

Postado em: Sábado, 16 de Novembro de 2019

O Atlético Clube Goianiense repudia casos de racismo em qualquer esfera, incluindo o futebol. Todas as medidas de prevenção e repressão já foram tomadas e o suspeito preso em flagrante. O Atlético acompanhará o desfecho do caso e não admitirá, em nenhuma hipótese, a presença de cidadãos em suas dependências que não respeitem os princípios básicos da dignidade humana e respeito ao ser humano.”

Membro da torcida organizada Dragões Atleticanos, o torcedor foi expulso do quadro de sócios pela atitude tomada no estádio. “A Torcida Dragões Atleticanos vem por meio desta informar que não compactuamos com o ato de injúria racial cometido por nosso integrante ontem, na partida entre Atlético-GO e Paraná. Atitude deprimente e inaceitável, viemos por meio desta informar também a expulsão de Eduardo Torres Byr, sócio número 362, de todas as atividades relacionadas à nossa torcida”.