Pires criticou o vice-prefeito na tribuna da Câmara (créditos: Ana Veiga)

Ivoti – O relato de uma moradora trouxe à tona, mais uma vez, a rivalidade entre dois políticos conhecidos. Como o Diário já havia divulgado, ema família está encarando um problema nada agradável: quando chove muito forte, a casa entra água e barro.

O secretário de Obras e vice-prefeito, Beto Schneider, disse que ‘não havia o que fazer’. O caso chegou aos ouvidos do vereador Cleiton Birk (Pires – PP), que foi procurado pela família. Nesta semana, ele acusou Beto Schneider de fazer ‘pouco caso’ com a questão.

Visivelmente irritado, o progressista criticou o secretário. “Ele disse que não tinha o que fazer, mas tem. Ver o bueiro que tá entupido, colocar os canos”, comentou.

Na tribuna, Pires afirmou que Beto teria dito que era para a moradora procurar o ‘vereador para resolver o problema’. “Vou fazer um trato com ele: que me dê o salário dele e eu e faço o que ele não está fazendo. Fui eleito vereador e ele também. Mas assumiu uma secretaria e abandonou os votos. Como vice-prefeito, tá falando besteira. Se não quer trabalhar, que peça demissão ao prefeito”, disse.

A RUSGA VOLTOU

Antes de falar do assunto em específico, Pires listou o nome de algumas ruas em que há falta de lâmpadas. A relação entre eles não é pacífica há algum tempo, mas Pires estava evitando criticar o vice-prefeito na Câmara.