Dois Irmãos – Os pronunciamentos dos vereadores, em relação ao Kerb de São Miguel, geraram grande repercussão no município e na região durante a semana. Ao usarem a tribuna, os edis trouxeram reclamações dos moradores de Dois Irmãos em relação ao evento, dividindo opiniões, principalmente nas redes sociais.

O vereador Joracir Filipin (PT), foi o primeiro a abordar o assunto na tribuna. “Eu recebi muita reclamação da população, que nesse ano o kerb acabou se desviando um pouco da tradição”, disse.

Mulher tem carteira e celular furtados ao buscar filho na creche em Dois Irmãos

O presidente da Câmara, Sérgio Fink (MDB), concordou e reforçou. “Nós precisamos repensar o nosso Kerb. Acredito que ele é a demonstração da nossa tradição, e o que está se vendo, ultimamente, é que está fugindo disso, se transformando em uma festa popular. É muita coisa que não agrega”, disse o presidente.

Paulo Fritzen, vereador do PT, reforçou os apontamos dos colegas. “A área da saúde nos dias do kerb estava em péssimas condições”. Léo Büttenbender (PSB), reforçou. “Tenho certeza que as festividades no Kerb não deveriam acontecer no Centro”, disse.

O vereador Paulinho Gehrke (PP), disse que é necessário ajustar e rever algumas questões. “A cada ano, com certeza vai aumentar o volume de pessoas”, disse. O vereador Paulo Henz (PDT) disse que nunca vai ser contra o Kerb, mas destacou. “Muito mal organizado. Tinha que ter caixas de som distribuídas pela Av. São Miguel, tocando apenas músicas tradicionais”, disse, afirmando que o Kerb estava parecido o Rock in Rio.