A defesa do Grêmio precisa estar em alerta na noite desta terça-feira (12). Isso porque, do outro lado do campo, estará o artilheiro da Libertadores. Com a camisa 11 do Libertad, o argentino Adrián Martínez balançou as redes seis vezes nos cinco jogos disputados pela equipe até agora no torneio continental. Os dois últimos, inclusive, foram na goleada por 4 a 1 sobre o Universidad Católica, pela primeira rodada da fase de grupos.

Apesar de ter 26 anos, o atacante despontou há pouco para o cenário internacional. Até a metade de 2017, só havia defendido os pequenos Atlanta e Defensores Unidos, da terceira divisão argentina. O auge foi o último campeonato paraguaio quando, em 17 rodadas, marcou 12 gols.

Um dos motivos que fizeram Martínez despertar tarde para o futebol foi a vida pregressa. Com 17 anos, o jogador dividia as atuações por ligas amadoras na Argentina a trabalhos pesados, chegou a trabalhar como auxiliar de pedreiro e catador de lixo. Em 2014, o atleta ainda foi preso, acusado de atear fogo em pessoas que teriam atirado em seu irmão. Porém, acabou sendo solto seis meses depois, quando uma investigação esclareceu sua inocência no caso.