Escolinha mostra orgulhosa os troféus conquistados. (fotos: Rogério Savian)

Morro Reuter – Junho foi marcado pelo aniversário de 17 anos da Escolinha de Futsal Wala Bola, fundada no dia 14 de 2002, em Walachai. Ela é continuidade do trabalho antes desenvolvido no clube 11 de Maio pelo treinador Roberto Weber. A diferença é que migrou do futebol de campo para o de salão.

Vazamento de água da Corsan dura três dias em Morro Reuter

Os treinos do Wala Bola são coordenados pelo casal José Ricardo Buttenbender e Gorete Maria Steffens, que atendem a escolinha à noite, após trabalharem em indústrias. Contam com o apoio da filha Jayne Buttenbender (secretária) e o auxílio técnico do Filipy Castro, pai de um atleta. A Wala Bola treina no ginásio da Comunidade Católica de Walachai e há dois anos também atua no Ginásio Municipal, no Centro.

Corsan alerta para possível falta de água na próxima terça-feira em Dois Irmãos

“Fazemos por amor”

Gorete destaca que a maior recompensa que recebe é o carinho das crianças. “Nossa história começou quando o meu filho era pequeno e gostava de jogar bola, mas quando chovia não podia. Então decidimos abrir uma escolinha de futsal. Tínhamos apenas sete a atletas e conseguimos um horário. Em meio ano precisamos mais outro horário porque a procura foi muito grande. Com certeza, nesses 17 anos já passou mais de mil crianças pela nossa escolinha. Muitos atletas hoje jogam nos clubes festivos. A gente sente muito orgulho desse trabalho, principalmente pela maneira como eles nos tratam até hoje”, destaca. O grupo sonha em um dia conseguir conhecer a Arena do Grêmio e o Beira Rio, em Porto Alegre.

Conquistas

O primeiro título da escolinha aconteceu em 2009, no Torneio do Trabalhador, em Santa Maria do Herval. Desde então o grupo coleciona dezenas de troféus e centenas de medalhas.

 

Treinos

Os treinos acontecem nas segundas e terças-feiras, no Centro, das 18h às 19h. Nas quintas das 18h às 20h e ainda algumas sextas-feiras à noite. A escolinha é mantida com o apoio da Prefeitura, que custeia os horários nos ginásios. A comunidade faz doações e os participantes contribuem com uma mensalidade de R$ 10. Mais informações: (51) 99215-4830 ou (51) 99330-4360.

Atletas

Em 2018 apenas uma menina participava da escolinha. Agora são quatro. Isabelly Inês Klein, 10 anos, do bairro Planalto, treina há 4 meses. Nesse ano a equipe dela ficou campeã nas categorias SUB 9 e SUB 11.

Isabelly Inês Klein, 10 anos.

Manuel Werberich, 8 anos, joga na posição de goleiro na categoria SUB 9. Ele sonha tornar-se goleiro profissional. Também quer conhecer a Arena do Grêmio e o goleiro Tricolor Gaúcho Marcelo Groe.

Manuel Werberich, 8 anos.

Gustavo da Silva Sktrik Castro, 10 anos, morador de Walachai, treina na escolinha desde os 4 anos. Ele adora praticar o esporte graças aos incentivos que vem recebendo desde cedo da sua família e treinadores.

Gustavo da Silva Sktrik Castro, 10 anos.