Conecte-se conosco

Notícias

Pós- impeachment: defesa do ex-prefeito de Lindolfo segue batalhando na Justiça

Advogado Vanir de Mattos e ex-prefeito Winck durante o processo de impeachment (Créditos: Ana Veiga)

Lindolfo Collor – Desde que teve o mandato cassado pela Câmara, os aliados e o próprio ex-prefeito Wiliam Winck  (PP) sonham com a volta ao governo. Nesta semana, a coluna Cenário Político conversou com o advogado dele, Dr. Vanir de Mattos.

Por telefone, ele deixou claro que acredita que Winck pode voltar. “Sempre acreditamos na tese de trabalho. Nunca desacreditei. O que é preciso é o Poder Judiciário enxergar e se convencer. Eu estou convencido”, falou.

O advogado do ex-prefeito já apontou diversas irregularidades no processo de impeachment como a denúncia que foi feita por partidos e não eleitores, a composição da Comissão Processante que era de vereadores que integram os partidos que pediram o impeachment, ou seja, estariam ‘impedidos’ de julgar porque que há a fidelidade partidária.

Outro argumento é de que o voto do vereador Alcides de Quadro (PT) seria por interesse, já que ele é irmão do atual prefeito Gilmar de Quadro (Gordinho – PT).  São 75 páginas do processo que está tramitando na Justiça.

CONTATO 

O advogado contou também que teve um encontro com a desembargadora que está cuidando do caso. “Ela sabe da relevância dos nossos argumento. Ela sabe da necessidade do Judiciário prestar jurisdição o mais rápido possível”, contou Dr. Vanir. O advogado de Winck acredita que o resultado da ação pode sair em março.