Crime foi cometido em dezembro de 2017 (Arquivo Pessoal)

Região – Um rapaz envolvido no roubo das agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal do município de Arvorezinha, em dezembro de 2017, foi responsabilizado pela Justiça Federal pela morte de Gelson Coproski, 33 anos.

A vítima foi usada como refém durante a fuga dos criminosos, e acabou sendo baleado mortalmente dentro do porta-malas do carro, durante a troca de tiros entre a polícia e os bandidos. O acusado não teve o nome revelado pela Justiça e foi o único envolvido capturado após o assalto.

Ele foi condenado a 26 anos e sete meses de prisão por latrocínio, por a Justiça entender que ele “assumiu a possibilidade” de causar a morte das vítimas. Conforme a denúncia do Ministério Público Federal, seis homens armados participaram do crime — nenhum deles foi identificado. Eles invadiram as agências e, na fuga, formaram um cordão humano com clientes e funcionários para evitar ação da Brigada Militar.

O réu chegou a afirmar em sua defesa que não participou do roubo, e que apenas foi recuperar um carro após sofrer ameaças de morte por ser dependente químico. Ele não poderá recorrer da sentença em liberdade.