Bebês de seis meses a crianças menores de seis anos precisam ser imunizadas (Imagem ilustrativa)

Dois Irmãos – A confirmação do diagnóstico de um bebê de apenas um ano com H1N1 em Dois Irmãos traz um alerta para os pais. A principal forma de prevenção é com a vacina e, segundo a responsável pelas imunizações no município, enfermeira Melissa Bolson, um total de 20% das crianças ainda precisam receber a dose da vacina em Dois Irmãos. Até sexta-feira, 80% dos bebês de seis meses a crianças menores de 6 anos haviam sido imunizadas na campanha de vacinação contra a gripe. A campanha segue até o dia 31 de maio, nos postos de saúde. “Esta é a principal forma de prevenção, além dos cuidados básicos com a higiene, como lavar as mãos com frequência. Precisamos atingir todas as crianças na vacinação, essa é uma imunização muito importante”, disse ele.

Em relação ao caso diagnosticado em Dois Irmãos, Melissa já foi avisada da suspeita pela Vigilância Epidemiológica assim que o paciente foi atendido e, como forma de prevenção, já foram tomadas algumas medidas. “Vale ressaltar que quando o bebê é vacinado pela primeira vez, a vacina é feita em duas doses. O bebê recebe a primeira e depois de 30 dias ocorre a segunda, ou seja, somente com a segunda dose terá 100% da prevenção. Neste caso, o bebê recebeu a primeira dose e, antes que pudesse receber a segunda, acabou sendo diagnosticado”, explica a enfermeira, que também procurou a unidade educativa que o bebê é atendido e as crianças do ambiente que ainda não haviam sido imunizadas, os pais foram orientados a procurar o posto.

ATENDIMENTO NOS POSTOS 

Até o próximo dia 31, os pais podem procurar seis postos de saúde para fazer a vacina de forma gratuita. Na unidade do Centro, a vacinação ocorre das 7h30 às 16h30 e nas unidades do Bela Vista, São João, União, Travessão e São Miguel é das 8h às 16h.