Posto de Saúde chegou a registrar defasagem de 20% nos agendamentos em 2019

Presidente Lucena – O município está eliminando um problema crônico na área da Saúde. Cenário incômodo ao longo de 2019, a falta de pacientes que marcam consultas nos postos de atendimento, sem comunicar previamente a ausência, apresenta índices animadores. No primeiro trimestre do ano passado, a Prefeitura registrava uma defasagem de aproximadamente 20% nos agendamentos.

Nos últimos meses, porém, os números apresentaram melhora e o início de 2020 é promissor. De acordo com o secretário Pedro Schmitz, cerca de 120 agendamentos não eram concluídos por mês no primeiro semestre de 2019.

Recentemente, este dado caiu para 60. “Uma redução de 50% é um grande motivo para comemorar. O ideal é que tivéssemos zero faltas, mas estamos no caminho certo”, apontou Pedrinho.

Para o secretário, ações pontuais ajudaram a amenizar o problema. Um quadro na entrada do posto foi colocado, que demonstra o número de faltas em consultas registrado no mês. A ampla divulgação em meios de comunicação também auxiliou no alerta a comunidade, que passou a interagir mais através dos telefones de marcação e WhatsApp.

“Acabou se criando uma situação de constrangimento para quem faltava, pois dispomos de todos os mecanismos para facilitar o acesso ao paciente”, comenta o secretário.

“São sempre as mesmas pessoas”

Schmitz destaca que as faltas ocorriam em todas as especialidades. Os profissionais contratados obedecem uma carga horária mensal, realizando visitas periódicas ao município, em média, duas vezes por semana. Com a participação maior dos pacientes nos agendamentos, a fila de espera para consultas está praticamente zerada.

“Os pacientes começaram a ficar constrangidos em não comparecer às consultas” – Secretário Pedro Schmitz

“Você sabe quanto tempo leva, em média, para conseguir uma consulta de pediatra em consultório particular? Geralmente dois meses. Aqui, após realizarmos estas ações para eliminar as faltas, é possível obter a marcação na mesma semana”, comemora o secretário.

Pedrinho observa que há um padrão quanto as faltas. Intrigado com a defasagem, o secretário realizou um levantamento dos pacientes que marcavam e não compareciam ao posto.

Após o estudo, resolveu agir de forma cirúrgica. “São sempre as mesmas pessoas. Comecei então a tratar cada caso isoladamente, procurando os pacientes para conversar sobre as faltas e confirmar a presença delas. O grande problema conseguimos reverter”, finaliza.

Um quadro foi afixado na entrada do posto para demonstrar o número de faltas em consultas no mês

Agendamentos

O agendamento nos postos de atendimento pode ser feito presencialmente no Posto de Saúde ou pelos telefones: 3445-3175, 3445-3000 ou 99790-1828. Caso o paciente não consiga comparecer na consulta, os mesmos contatos telefônicos podem ser utilizados para o cancelamento ou procurar o reagendamento.