CNH vai baixar até 25%

A redução dos acidentes de trânsito são uma realidade no Brasil. Ainda no domingo, um acidente que vitimou uma criança de 7 meses e um dos pais em Marques de Souza levou o motorista causador do acidente à cadeia. Ele estava com sinais de embriaguez, negou-se a fazer o teste do bafômetro e o juiz o mandou prender porque os policiais descobriram que ele ia de uma festa para casa. Juntando tudo, chegaram a conclusão de que estava bêbado. Para casos assim, que geralmente vitimam inocentes, agora dá cadeia. É isso que reduziu o número de acidentes no Brasil. Foi o endurecimento da lei e não firulas na hora de fazer a carteira de motorista como horas intermináveis que levam um mês e outros quitais mais. Os Centros de Formação não tem culpa, eles cumprem a lei. E uma lei que é ditada pelo Detran, que é um órgão do governo estadual cuja cúpula no mínimo é composta por gente dos partidos. Portanto, entrou no loteamento de cargos que se faz antes ou depois das campanhas. Ou seja, gente que não tem geralmente a mínima qualificação e estão lá apenas para receber o salário e ajudar na campanha do partido na próxima eleição. Eles não tem nenhum compromisso com o cidadão, eles tem compromisso com o partido, com seus chefões políticos. O resultado é o desastre que vivemos hoje. Pagamos mais de 2 mil reais para fazer uma carteira de motorista, que forma motoristas que não sabem dirigir e que acaba, ao fim e ao cabo, se transformando no maior assalto aos bolsos dos coitados dos candidatos a motorista. Tem gente que precisa tanto da CNH que se vê obrigada a pedir dinheiro emprestado para conseguir pagar o documento. Muitos nem isso conseguem e ficam sem a carteira mesmo. O sujeito tem que trabalhar muitas vezes mais de um mês para pagar a carteira de motorista. E ninguém faz nada por eles. O primeiro político que resolveu agir foi o presidente Bolsonaro. E o resultado já está aí.

ATÉ 25%

Só uma pequena mexidinha no sistema já permitiu uma redução de 14% na prática e que pode chegar a 25%. Muitos não sabiam e eu era um deles porque nunca prestei atenção neste detalhe. Tinha uma tabela que os Centros de Formação tinham que cumprir e que tabelava o preço cobrado por uma CNH. Não dá nem para imaginar uma coisa dessas. O preço da carteira de motorista era tabelada em todo o Estado. Se fixava o preço e todos tinham que cumprir a tabela. Agora o preço ficou livre, haverá concorrência entre os Centros de Formação. Só isso levará a CNH baixar em cerca de 25%. Tudo graças a Bolsonaro. O presidente começa a cumprir o que prometeu na campanha. Falta, ainda, fazer o país crescer, a economia se atrasou muito por culpa dele também por culpa dele. A herança é maldita mas ele tem que fazer a sua parte. Agora podemos ter esperança, ele levou 6 meses para descobrir que a campanha terminou em outubro. Como ninguém é perfeito vamos dar este devido desconto ao presidente. Com a reforma da Previdência saindo é provável que o Brasil vai começar a crescer e deslanchar. Por enquanto continuamos engatinhando, o que é muito ruim para o povo sofredor. Não tem cabimento o país ficar 10 anos sem crescer com todo o potencial que o Brasil tem.