Conecte-se conosco

Coluna Nova Petrópolis

Em Nova Petrópolis está prevalecendo o bom senso

Em Nova Petrópolis está prevalecendo o bom senso
Francis Jonas Limberger

Os desentendimentos públicos entre alguns governadores e o presidente Jair Bolsonaro estão se tornando mais graves do que o próprio vírus da pandemia. São exageros e interesses políticos em ambos os lados. Adicione ainda ingredientes como o corporativismo de uns e a a ignorância de outros… É claro que isso não vai terminar bem! Mas o que interessa aqui é a nossa realidade local e aqui a situação é diferente. Eu quero insistir nos elogios às autoridades e lideranças locais que estão tomando as decisões em Nova Petrópolis. O prefeito Lelo, que já apresentou decretos com restrições duras, e outros de alívio pontual onde era necessário. A secretária da Saúde, Claudia Silvane Pires, com seu trabalho técnico e silencioso. Marcos Alexandre Streck, presidente da Acinp, olhando em todas as direções. E merece também uma menção elogiosa o nosso governador Eduardo Leite, que está indo muito bem na condução estadual da crise. Continuemos assim.

QUARENTENA X TRABALHO
Vamos concordar com uma coisa: a quarentena, que precisamos sim fazer, está indo muito bem, obrigado. Os que estão desobedecendo são exceções, como os velhinhos que insistem em continuar jogando dama na Praça da Alfandega de Porto Alegre e que podem ser multados pelos fiscais de Marchezan. E eu defendo, que por enquanto, a quarentena continue mesmo. Talvez até a Páscoa. Já que começamos, vamos fazer direito. Mas, enquanto isso, vamos pensar em maneiras, possibilidades, alternativas, prioridades, etc, do que faremos no exato momento em que as restrições puderem ser diminuídas. Boa parte da atividade econômica está limitada por decretos estaduais, cujos termos foram replicados nos decretos municipais. Mesmo assim, pode haver um bom planejamento no âmbito municipal, aproveitando o bom senso que houve até aqui. Vamos prevenir também o caos.

SEM BLOQUEIOS
Cabe aos prefeitos e ao governador impor medidas para que as pessoas não tenham motivos para fazer viagens. Por exemplo, a nossa Páscoa, que já teve o Chocofest cancelado e que agora nem decoração terá. Alguém ainda virá para Nova Petrópolis sem motivo sério? Eliminando os motivos das viagens desnecessárias, como por exemplo a interdição das praias no Litoral, as pessoas automaticamente ficam em suas casas. E as estradas e acessos podem continuar devidamente abertos para quem precisa. Nessa altura do campeonato, ninguém mais está andando atoa, até porque o dinheiro já é outra preocupação. Que Nova Petrópolis continue com todas as suas estradas abertas.

DECORAÇÃO DA PÁSCOA
Ontem a Prefeitura anunciou que nem mesmo a decoração da Páscoa será mantida na cidade. Vejam como o tempo passa devagar e como as coisas mudam rápido. Faz pouco mais de uma semana que foi anunciado o cancelamento do Chocofest. Naquela altura, ingênuos, pensamos que pelo menos a decoração da Páscoa poderia ser mantida. E eu vi os trabalhos de montagem iniciando na Praça das Flores. Isso na quarta-feira ou na quinta-feira passada. Depois disso não voltei mais ao centro para saber o que estava acontecendo. Mas vejam como a situação se agravou de lá para cá. Do ponto de vista atual, parece muito óbvio que a decoração precisava ser suspensa.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *