Dois Irmãos pode ter seis ou sete candidatos a prefeito. Será mesmo?

*Na última eleição, tivemos três candidatos a prefeito de três partidos diferentes: MDB, PT e PDT. E apenas cinco partidos lançaram candidatos a vereador: MDB, PDT, PP, PSB e PT.
*Em 2012 foram só dois candidatos e dois partidos a prefeito: MDB e PT. Porém, para vereador, tivemos três partidos de um lado e cinco de outro. Tânia e Jerri tinham MDB, PP e PTB. Miguel e Mauro tinham duas coligações à vereança: PT, PSB e PRB; PDT e PC do B.
*Ou seja, oito partidos disputaram o pleito em 2012.

PEQUENA DIFERENÇA

A diferença de 2012 para a eleição de 2016 é que o número de partidos reduziu bastante. Aliás, por mais que em 2012 foram oito partidos concorrendo, três deles tiveram uns poucos candidatos a vereador, sem grande participação na disputa. Em geral, há mais de uma década, Dois Irmãos tem apenas cinco partidos. MDB e PP coligados de um lado, PT e PDT do outro. E, por fim, um quinto partido, que, em 2008 foi o PSDB, em 2012 foi o PTB e em 2016 foi o PSB, o qual, pelo visto, veio para ficar agora, está bem estruturado, tem vereador eleito e chefias de departamentos na Prefeitura.

GRANDE DIFERENÇA

O que muda de 2020 para as eleições anteriores? A grande diferença é que, se no passado, eram quatro ou cinco partidos com participação efetiva e alguns outros que tiveram curta duração, em 2020 o número de candidatos a prefeito pode ser histórico. Talvez a gente chegue a oito ou nove partidos querendo lançar prefeito ou vice. E isso é uma diferença com relação aos anos anteriores, pois, das outras vezes, PRB, PTB, PC do B e outros nunca tiveram pré-candidato a prefeito ou ambicionaram a majoritária. O que é diferente de agora.

FUMAÇA

Destes oito ou nove que querem lançar candidato a prefeito ou vice, inclusive, metade nem foi criada aqui, ainda. Ou estes partidos estão sendo criados ou recriados especialmente para tal, mas isso será assunto para amanhã. Se estes partidos vão, de fato, serem criados e vingar, como se diz no popular, a gente não sabe. E, se estes partidos vão de fato lançar candidato a prefeito, também não sabemos. Mas uma coisa é certa: há boatos, há movimentação na sede estadual destes partidos na capital. E, onde há fumaça, há fogo…

VOCÊ SABIA QUE…

*… que na conta de luz que tu paga, o ICMS vai para Brasília e Porto Alegre, retornando alguns centavinhos?
*… que na camisa que tu compra ou no rancho do mercado, mesmo que tudo seja fabricado aqui, o dinheiro vai para lá?
*…que o presidente Bolsonaro quer acabar com o DPVAT, que é tão baratinho, perto do alto valor do IPVA. Acontece que o DPVAT é federal, enquanto 50% do ICMS é do teu município e 50% é do Estado. Tanto é que o IPVA de Santa Catarina é 30% menor que o gaúcho!
*A mensagem positiva do dia é de Dom Helder Câmara: “A maneira de ajudar os outros é provar-lhes que eles são capazes de pensar”, ou seja, ensinar a pescar em vez de dar o peixe (já frito na panela, como fazem alguns governantes para, indiretamente, comprar voto).