Quais os critérios que você usa para escolher os seus candidatos?

Estamos aguardando definição sobre o futuro da eleição para o Conselho Tutelar. Sabemos que o CMDAC – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, encaminhou recurso ao MP. Os candidatos estão inconformados com a demora para uma definição, pois pensam que os maiores beneficiados foram os atuais conselheiros, que permanecem no cargo. Parece que está previsto para a próxima quarta-feira, uma reunião entre alguns candidatos e o promotor Bruno Carpes.

PARTOS

Sobre os partos das gestantes estancienses no Centenário de São Leopoldo, tem gente perguntando porque Estância Velha “escolheu” o Centenário e não o Hospital Geral de Novo Hamburgo, por exemplo. Primeiro, Estância não escolheu São Leopoldo, o Estado indicou como referência este hospital, para o nosso município. Segundo, tenho informações que Estância Velha, até tentou parceria com Novo Hamburgo e Campo Bom, porém, estes hospitais não teriam aceitado a parceria, por não poder dar conta da demanda.

CENTENÁRIO

<10>Apesar de todas as desconfianças e críticas, o Hospital Centenário, se não estou enganada, tem até UTI neonatal, o que é uma ótima notícia, para as gestantes e familiares. Em caso de necessidade, o bebê terá toda a assistência necessária.

MUDANÇAS

Como todos os estancienses também lamento a mudança, mas vamos olhar para frente. Pensar em alternativas para que possamos, um dia, retornar os partos para o nosso município. Ficar reclamando e apontando culpados, infelizmente, não resolve o problema. Quem vai dar o pontapé inicial para a construção de um anexo no nosso hospital, que diga-se de passagem, está com a capacidade muito aquém das nossas necessidades. Precisamos de um anexo moderno que amplie a capacidade do Getúlio Vargas. Nossa população cresceu e os leitos diminuíram. Além é claro, de todas as outras necessidades da nossa população, que deixaram de existir, como especialistas, por exemplo. A defasagem de atendimento no nosso querido Getúlio Vargas, e em toda a rede de saúde do município, não é de agora. O desmanche da saúde pública vem de muitos anos.

ESCOLHAS

Na próxima eleição, vamos prestar muita atenção, nos planos e nos projetos dos candidatos na área da saúde. Depois não adianta reclamar. Quem escolhe as pessoas que vão comandar as ações públicas, somos nós. Qual o critério que você usa para escolher seus candidatos? Está mais do que na hora de pensarmos nisso, e levar mais a sério a eleição. E se você pensa em me responder com um “não voto mais em ninguém”, parabéns, você estará contribuindo para o caos em todos os setores, porque, aqueles sem preparo nenhum e sem competência, vão continuar se elegendo, apesar da sua abstenção.