Carlos Bonne (PDT), Lotário Seevald (PSB), Sérgio Werle (MDB) ou Euclides Tisian (PT)

Estância Velha – Muitas conversas ao pé do ouvido, virada de mesa, contas, e articulações políticas. Este é o clima de bastidores da Câmara de Vereadores, nos dias que antecedem a eleição para a presidência do Legislativo para 2020. Ninguém confirma, mas, estar em evidência em ano de eleição contribui, para angariar votos.

Conforme acordado no início de 2019, o presidente em 2020, seria o vereador Euclides Tisian (Gringo-PT), eleito pela maioria. Porém, parece que o “combinado” não será cumprido. O vereador Lotário Seevald (Saci-PSB), quer ocupar o cargo em 2020, e teoricamente, tem como aliada a atual presidente Veridiana Monteiro (PSB). O presidente do MDB, Sérgio Werle (MDB), também já manifestou a intenção de concorrer à presidência, e corre atrás de votos, podendo contar com o voto de João de Godoy (Dudu-MDB). O Executivo faz contas para ter o voto minerva em projetos polêmicos, já que tem enfrentado oposição firme na Câmara.

O vereador Carlos Bonne (PDT), apesar de não confirmar o interesse, pode aparecer como nome de consenso, e também pode colocar-se à disposição.

As negociações e correria atrás de votos acontecem nos bastidores, e nos próximos dias devem ser definidos os nomes dos postulantes ao cargo. A última sessão do ano, quando ocorre a eleição da mesa para 2020, acontece no dia 17 de dezembro.