Conecte-se conosco

 

Coluna Dois Irmãos

Dois Irmãos: prefeitura repassa R$ 85 mil à Liga do Câncer e R$ 95 mil aos animais

Você sabia que o gás de cozinha não teve (quase) nenhum reajuste em 2019? Aí você deve estar se perguntando: “e aquele monte de notícia falando do reajuste do gás?” Ou, então, “toda semana o Jornal Nacional dizia que o gás iria subir”. Não pense que “esta coluna está ‘viajando’”, leia mais abaixo que vamos desdobrar o assunto…

85 + 95

– A Prefeitura repassou R$ 85 mil para a Liga Feminina de Combate ao Câncer. A assinatura do convênio foi feito entre a prefeita Tânia e as líderes da entidade, que usam o dinheiro para auxiliar o tratamento de pacientes com a doença.
– Por falar em dinheiro, a Prefeitura também repassou R$ 95 mil para Associação Amigos dos Animais. Da mesma forma, a assinatura foi feita pela prefeita Tânia e duas das líderes da associação dos animais.
– Ah, por falar em “85”, amanhã falaremos do “11” e do “88”…

REAJUSTE

Recebemos a seguinte notícia no celular: “Preço do gás ficou estável em 2019, com variação de 0,13%”. Aí a gente pergunta: onde estava a imprensa vermelha que só noticiou os reajustes? Quando o preço baixa, ninguém fala nada?

Se o preço do gás não oscilasse, já estaria R$ 100, de tanto reajuste que teve em 2019. Mas, a média, segundo o Sindigás, é de R$ 69,24 o botijão.

É igual a gasolina: cada reajuste é noticiado, mas quando o preço cai, ninguém fala nada. Tem que noticiar os reajustes (e criticar, sim), mas quando o preço é reduzido, também é preciso ser coerente, até para informar ao público. Em relação a gasolina, por exemplo, há 10 dias pagamos mais de R$ 4,50 o litro, mas agora chegou a R$ 4,31. É notícia ou não é notícia esta queda de preço?

PÁ DE CAL

Por exemplo: em 10/12/2018 pagamos R$ 4,29 a gasolina aqui no Wendling. Hoje, mais de um ano depois, está R$ 4,30 e poucos na região toda. E olha que no mesmo dia 10/12/18, uma pizza grande em determinada pizzaria da cidade estava R$ 36. Só você ver quanto estão cobrando hoje e comparar.

Então, colocando a pá de cal no assunto, fica a lição: nem tudo aumenta 20% de um ano para o outro e a gasolina e o gás são dois exemplos (apesar do governo estar metido!). Então, devemos criticar os reajustes, sim. Mas quando o preço oscila, temos o dever de informar. E isso não tem nada a ver “esquerda, direita, volver”! Nada a ver com política…

Até porque, no melhor dos mundos, já que a Petrobrás é do povo, deveria ter menos cabide de emprego, menos roubo, menos desperdício, zero de corrupção e o fim do monopólio para pagarmos gasolina menos de 3 reais, como é na América toda. Aliás, nos EUA, o galão custa 2,50 dólares. Cada galão tem 3,78 litros e, convertendo o dólar, dá em torno de 2,60 reais o litro de gasolina, dependendo da oscilação! E aí, quando sobe o preço, o povo reclama dos postos, que só revendem, a culpa sempre é “dos de Brasília”!

– A mensagem positiva do dia: “Aqueles que sonham durante o dia conhecem muitas coisas que escapam aos que apenas sonham à noite”, Edgar Allan Poe, escritor dos EUA.

1 comentário

1 comentário

  1. Paulo

    12 de fevereiro de 2020 em 19:14

    Vergonha, os animais valem mais que o ser humano com câncer… a que ponto chegou a sociedade que aceita calada isso. E a imprensa também concorda ??? Vergonha para o ser humano.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *